Localize-nos      Missão/Visão/Valores      Iniciativas      Eventos

 
 

 


 
Freguesia de Alcochete
 

RESULTADOS ELEITORAIS


 

 

 
 


Realizam-se anualmente, começando no segundo fim-de-semana de Agosto e prolongando-se por mais alguns dias e homenageiam três figuras da terra: o forcado, o salineiro e o campino.

As festividades taurinas, com particular destaque para as largadas de touros, são um dos pontos altos.

Também muito apreciada é a tradicional noite da sardinhada. Começa à meia-noite de sábado para Domingo e prolonga-se madrugada dentro, nas ruas típicas da vila, onde são oferecidas sardinhas assadas, pão e vinho.

Nesta noite (sábado para domingo) o tempo parece parar e, Alcochete é, por momentos, o centro do Mundo. Nos improvisados fogareiros de rua, estrategicamente distribuídos, há sardinhas, febras, entremeadas... e, claro, o vinho, distribuídos generosamente por todos os transeuntes que os queiram consumir. Nada mais importa, salvo a confraternização e a alegria esfusiante de cada um. Surge a “charanga” com um som contagiante, rodeada de uma multidão de foliões. Até o Sol raiar, Alcochete canta e dança...

Carismática desde sempre é, também, a realização da homenagem às três figuras centrais que os festejos honram – o forcado, o salineiro e o campino. Uma tradição distinta, precedida por um cortejo de invulgar composição, cor e beleza. Um verdadeiro ex-libris das Festas do Barrete Verde e das Salinas.

Na dimensão religiosa da festa, o ponto alto é a procissão por terra e mar com a imagem de Nossa Senhora da Conceição que chega à vila a bordo de uma embarcação típica do Tejo.
Não só pela beleza que encerra em si, como também pela forma como é levada a efeito, por Mar e por Terra.
A Procissão em Honra de Nossa Senhora da Vida, no Domingo, é a fé de mãos dadas com a devoção a fluir numa terra onde a tradição, exibida com orgulho e brilhantismo, segue os mais fortes pergaminhos da cultura portuguesa.

Depois, a par da vertente dos espectáculos musicais, as tradicionais largadas, que decorrem ao longo dos dias de comemorações. Enchem as ruas com verdadeiras multidões, envoltas em frenéticas ondas de êxtase, alegria e coragem

           

 
 

o Fado do Barrete Verde
(versão pela Banda da Sociedade Imparcial 15 de Janeiro de 1898, acompanhando Leopoldina da Guia)

 

Cirio dos Marítimos            Festas de São João Baptista
 

 

 

Junta de Freguesia de Alcochete - 2009 - Todos os direitos reservados - desenvolvido por ACGS